sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Produção de Petróleo e Gás em Sergipe aumenta em 2014

produção em terra respondeu por 67,4% do total



Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da ANP, mostrou que a produção de petróleo no estado, em junho de 2014, permaneceu na faixa de 1,3 milhão de barris equivalentes de petróleo (bep), porém com um leve recuo de 3,8%, em relação ao mês anterior (maio/2014). Comparando-se com o mesmo mês do ano passado, a produção se mostrou 13% maior. No primeiro semestre de 2014, a produção no estado chegou quase 8 milhões de barris, superando em 11,7% a produção do mesmo período de 2013.

A produção em terra respondeu por 67,4% do total, enquanto a produção em mar respondeu pelos 32,6% restantes.


Gás Natural

A produção de gás natural somou 567.599 bep no mês de junho. No comparativo anual, a produção de gás natural cresceu 6,4%, enquanto na análise mensal houve pequena redução de 2,1%, em relação a maio último. A produção do primeiro semestre de 2014 superou 3,2 milhões de barris, equivalente a 1% a mais que o produzido no primeiro semestre de 2013.

Os campos marítimos foram responsáveis por 91% da produção total, enquanto a produção em terra respondeu por 9% do total produzido.

Fonte: Ascom Fies

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Inscrições abertas para curso de salvatagem em Aracaju - SE



Estão abertas, a partir desta segunda-feira (04 de agosto), as inscrições para os cursos de CBSP (antigo salvatagem) e HUET (escape de aeronave submersa), Homem de área e o combo Salvatagem/HUET.
Os interessados devem se dirigir à base da COOMAR, situada à Avenida Beira Mar no Iate Clube de Aracaju ou entrar em contato pelos fones: (79) 3214-9142 / 9139-2538 / 8824-5364 ou 4141-3763.
Para se inscrever os candidatos deverão ter, no mínimo, 18 anos e ensino fundamental completo. Estes cursos são importantes e exigidos pela Petrobras e todas as empresas Offshore do seguimento petrolífero.
Qualificação é uma exigência do mercado e devido a descoberta das grandes reservas de petróleo na costa sergipana, alagoana e baiana a demanda deve crescer gradativamente até 2020. 
Somente para o curso de salvatagem, estão sendo oferecidas a cada mês mais de 150 vagas e 100 para HUET. Outros cursos que a COOMAR está oferecendo para o Norte e Nordeste é o de homem de área, NR 10, NR 11, NR 33, NR 35 e formação de Brigadas de Emergência Básica, Intermediária e Avançado, juntamente com Primeiros Socorros e Responsabilidade Social e em breve o EBCP – Curso Básico de Conscientização sobre Proteção de Navios.
 De acordo com o gerente comercial da COOMAR BRASIL, em Sergipe, Clodoaldo Santana, em torno de 18 mil pessoas fazem anualmente o CBSP e HUET, já os demais, segundo Normas Brasileiras, devem ser reciclados a cada ano. “O Curso de Salvatagem é um passaporte para o mercado offshore e não somente aqueles que trabalham em plataformas devem possuí-lo más, todos aqueles que de certo modo dão suporte a elas e a embarcações como Navios Sondas- NS, FPSOs e barcos de apoio logístico”, disse ele. Por atender às normas da IMO – Organização Marítima Internacional e a NORMAN nº 24 da Autoridade Marítima Brasileira os certificados da COOMAR são aceitos por empresas nacionais e Internacionais, tendo sua validade em cinco anos para o CBSP e em dois para o HUET.
Com o slogan “Venha pro mar...venha com a Coomar”, a empresa acreditou no potencial do Norte e Nordeste e hoje, forma profissionais de sucesso para atender todo Brasil. Contando com parceiros como a JJR – Serviços Marítimos e Portuários, CLASSE A – Centro de Treinamento de Emergências, PETROBRAS, ODFJELL, TEEKAY, CIS BRASIL, GLOBAL, SANSIN. NEWPARK, STARNORT, MH, JML, OCEANPACT, SINDIMAR, SCHLUMBERGER dentre outras, a empresa consolida a confiança e presteza de um bom atendimento somado com a  credibilidade na formação de exímios profissionais.
 Direto da redação.

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Principal evento de Petróleo e Gás da América Latina, a Rio Oil & Gas Expo and Conference é realizada a cada dois anos no Centro de Convenções do Riocentro, Rio de Janeiro. A Exposição é uma importante vitrine para as empresas nacionais e estrangeiras apresentarem seus produtos e serviços, bem como, a conferência dá a oportunidade de discussão sobre os principais temas relacionados ao setor de petróleo, gás e energia.

Data:15 a 18 de setembro de 2014

Local:Riocentro – Centro de Convenções do RJ

Av. Salvador Allende, 6555 – Barra da Tijuca
22780-160 – Rio de Janeiro – RJ

Programação:

Dia 15 de Setembro de 2014 – 2ª feira

  •  10:00-12:00 – Cerimônia de Abertura
  •  12:30-14:30 – Almoço Palestra
  •  14:30-18:00 – Sessões Técnicas (Poster Digital)
  •  14:30-16:30 – Painéis:
    • Infraestrutura para transporte e distribuição de derivados no Brasil: oportunidades par investimentos
    • Potencial de produção de recursos não convencionais
    • Perspectivas de oferta e demanda de gás natural no Brasil
    • Matriz Energética Brasileira
    • Biocombustíveis: políticas públicas e o impacto no seu desenvolvimento
  •  16:30-18:00 – Conferência Plenária
    • Óleo e Gás: Perspectiva da autossuficiência norte americana, o aumento de consumo na Ásia e as consequências na geopolítica energética mundial

Dia 16 de Setembro de 2014 – 3ª feira

  •  09:30-12:30 - Sessões Técnicas (Apresentação Oral)
  •  09:30-12:30 – Sessão Especial:
    • Unitização
  •  11:30-12:30 - Palestras Convidadas:
    • Sistema de Monitoramento Sísmico Permanente em Jubarte
    • Os Biocombustíveis no Cenário Internacional
  • 12:30-14:30 - Almoço Palestra
  • 14:30-18:00 - Sessões Técnicas (Poster Digital)
  • 14:30-16:30 - Painéis:
    • Estratégias para garantir o abastecimento de derivados no Brasil
    • Desafios da construção de poços em águas profundas e novas fronteiras
    • Impacto da Tributação na indústria de petróleo e gás
    • Como Aumentar a Produtividade e Reduzir Custos da Indústria de Construção Offshore Brasileira
  • 16:30-18:00 - Conferência Plenária:
    • Abertura da indústria de petróleo no México e seu impacto na geopolítica regional
 Dia 17 de Setembro de 2014 – 4ª feira
  •  09:30-12:30 - Sessões Técnicas (Apresentação Oral)
  •  09:30-12:30 - Sessão Especial
    • EOR: Experiências, Oportunidades e Desafios
    • Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento – A Contribuição do Setor de Petróleo e Gás para Sustentabilidade
  • 12:30-14:30 - Almoço Palestra
  •  14:30-18:00 - Sessões Técnicas (Poster Digital)
  •  14:30-16:30 - Painéis:
    • Renascimento da Petroquímica norte-americana e seus efeitos no mercado petroquímico brasileiro
    • Extensão da vida produtiva de campos maduros
    • O gás natural na matriz elétrica brasileira
    • Etanol: Integração com a indústria de petróleo
    • Avaliação socioambiental prévia à oferta de blocos
  • 16:30-18:00 - Conferência Plenária
    • Regularidade dos leilões e seu reflexo na cadeia produtiva
 Dia 18 de Setembro de 2014 – 5ª feira

09:30-12:30 - Sessões Técnicas (Apresentação Oral)

09:30-12:30 - Sessão EspecialNanotecnologia Aplicada as Atividades de E&P

11:30-12:30 - Palestras Convidadas

Descobertas Recentes da Petrobras

Bioquerosene de Aviação

12:30-14:30 - Almoço Palestra

14:30-18:00 - Sessões Técnicas (Poster Digital

 14:30-16:30 - Painéis

Experiências de Big Data na Indústria de petróleo e gás

Capacidade da Indústria para Atender às Demandas Submarinas no Brasil

A indústria do petróleo e os desafios socioambientais

Os desafios no financiamento da indústria de óleo e gás no Brasil

16:30-18:00 - Plenária de Encerramento e Premiações

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Produção de Petróleo em Sergipe está maior em 2014

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da ANP, mostrou que a produção de petróleo no estado, em abril de 2014, superou 1,3 milhão de barris equivalentes de petróleo (bep), sendo 4,9% menor, em relação ao mês anterior (março/2014).
Comparando-se com o mesmo mês do ano passado, a produção se mostrou 14,6% maior. Nos primeiros quatro meses desse ano, a produção de petróleo já apresenta alta de 10,8% em relação ao mesmo período de 2013.
Outro detalhe importante é a maior participação da produção em mar, que respondeu no mês analisado por 34,1% do total produzido, enquanto que no mesmo mês de 2013 a participação era de 20,1%. A produção em terra respondeu por 65,9% do total, tendo recuado 14 pontos percentuais em relação a abril do ano passado.
Gás Natural
A produção de gás natural produziu 585.655 bep no mês de abril. No comparativo anual, a produção de gás natural cresceu 11,3%, enquanto na análise mensal houve pequena redução de 1,9%, em relação a março último. A produção dos primeiros quatro meses do ano está inferior quando comparada com igual período de 2013, estando 2,3% menor. Os campos marítimos foram responsáveis por 90,7% da produção total, enquanto a produção em terra respondeu por 9,3% do total produzido.

Fonte: Ascom Fies